MANIFESTO

'Heading SouthWest' is an adventure cycling and bikepacking experience. The seek for the true essence of cycling. We believe that the self-supported approach fits perfectly with the adventure cycling spirit. This isn't about how far you can go, but how deep is your experience. Instead of rules, we prefer to see this minimalist list as a manifesto:

1 | RESPECT THE LOCAL TRAFFIC RULES, THE COMMUNITIES AND THE ENVIRONMENT: We are a community who wants to build a positive legacy. The way you behave will shape how society and institutions will look to ultracycling and long-distance cyclists.

2 | RIDE THE ROUTE, RIDE SAFE & ENJOY: You can see the route designer as an artist and the route as a piece of art. Trust in it and let yourself go. You can leave the route temporarily (for accommodation, water & food, WC, tourism, etc), but then return in the same exact point. The GPS live tracking shows your geographical position on the route and your tracker should always be on.

3 | NO THIRD-PARTY SUPPORT: This is about your personal experience and challenging your own limits. So make no sense to receive help from your family or friends with food, accommodation or mechanical support (riders in the duo category can help each other). Sum up, you should use the commercial services available for all riders. If you have a mechanical problem you should solve it by your own. If you can’t solve it, you can use the commercial mechanical services available.

4 | NO DRAFTING: You can not follow other participants, cyclists or vehicles for aerodynamical advantages.

5 | USE YOUR OWN ENERGY: Just you and your bicycle - the greatest transport invention of all time (no e-bikes and no doping).

_ _ _ _ _ _ _ _ _ _

O 'Heading SouthWest' é uma experiência de ciclismo de aventura e de bikepacking. A busca pela pura essência do ciclismo. Acreditamos que a abordagem em autonomia/sem-suporte se encaixa perfeitamente com o espírito do ciclismo de aventura. Não se trata de quão longe podes ir, mas o quão profunda será a tua experiência. Em vez de regras, preferimos encarar esta lista minimalista como um manifesto:

1 | RESPEITAR AS REGRAS DE TRÂNSITO LOCAL, AS COMUNIDADES LOCAIS E O MEIO AMBIENTE: Somos uma comunidade que quer construir e deixar um legado positivo. As tuas atitudes e comportamentos influenciarão a forma como a sociedade e as instituições olharão para os ultraciclistas e ciclistas de longas distâncias.

2 | PERCORRE A ROTA EM SEGURANÇA E DESFRUTA: Encara esta experiência ao nível artístico do que propriamente do ponto de vista desportivo, em que a rota é a peça de arte. Confia nela e deixa-te levar. Podes sair da rota temporariamente (motivos de alojamento, alimentação, WC, turismo, etc), mas depois deves retomar a rota no mesmo exato ponto em que a deixaste. O tracker GPS da organização permitirá mostrar a tua posição geográfica ao longo da rota e deverá estar sempre ligado.

3 | SEM SUPORTE E SEM APOIO DE TERCEIROS: Trata-se da tua experiência (pessoal) e de desafiares os teus próprios limites. Portanto, não faz sentido receberes ajuda da família ou amigos com alimentação, alojamento ou apoio mecânico (os participantes na categoria de 'duplas' podem se ajudar mutuamente). Resumindo, apenas podes usar os serviços comerciais disponíveis publicamente, logo os que estão ao dispor de todos os participantes. Se tiveres um problema mecânico, deves procurar resolvê-lo por conta própria. Se não conseguires resolver, pode recorrer aos serviços mecânicos comerciais disponíveis. O principal objetivo da abordagem 'self-supported' é de assegurar a igualdade de circunstâncias entre todos os participantes.

4 | SEM DRAFTING: Não podes seguir na roda de outros participantes, ciclistas ou veículos e assim obter vantagens aerodinâmicas.

5 | A TUA ENERGIA: Só tu e tua bicicleta - a maior invenção de transporte de todos os tempos (sem e-bikes e sem doping). 

Cart